Português English
80 DESTINOS
Sobre o filme

No início da década de 90, Alice de Andrade, estudante de cinema na EICTV, realizou um casting com 40 casais em Havana para um curta doc, LUNA DE MIEL, que mostraria o surrealista ritual socialista dos casamentos em tempos de racionamento. Dois casais de noivos foram escolhidos como protagonistas, mas Alice nunca esqueceu os outros...
Entre 1992-2015 ela acompanhou a trajetória de alguns desses casais no longa documentário VINTE ANOS (2016), retrato das transformações pessoais dos personagens e das mudanças sociopolítico-econômicas de Cuba. VINTE ANOS foi laureado no Festival de Brasília e selecionado para os festivais de São Paulo, Miami, Havana e Guadalajara.
80 DESTINOS deriva do curta e do longa, e acompanha o período de 1992 a 2018, trazendo em cada episódio desdobramentos das histórias desses casais num momento em que o mundo volta seus olhos para Cuba.

Sinopse

80 Destinos é uma série que vai reencontrar casais filmados quando se casavam em Cuba em 1992, durante o Período Especial em Tempos de Paz, crise econômica com racionamento implacável que sucedeu ao fim da União Soviética e de sua ajuda econômica

Diretor Alice de Andrade

Cineasta carioca nascida em 1964, estreou na direção de longa-metragem com O Diabo a Quatro (2004), que participou dos festivais de Brasília (prêmio especial do júri), Cuiabá (melhor filme, direção, roteiro, produção e atriz para Maria Flor), Rotterdam, Fribourg, Pesaro (Itália), Montevidéu, Paris, Miami, Nova York, Rio de Janeiro e São Paulo. 

Formou-se em Geografia pela PUC do Rio de Janeiro e estudou em escolas de cinema estrangeiras, como a Escuela Internacional de Cine y TV de Cuba e a francesa FEMIS. Seu primeiro contato com o cinema foi como estagiária de direção no longa americano A Floresta das Esmeraldas (1985), que John Boorman filmou no Brasil. Mais tarde, em 1984, dividiu o roteiro de Com Licença, Eu Vou à Luta com o diretor Lui Farias e fez sua assistência de direção. Foi continuísta de Ópera do malandro (1985), de Ruy Guerra, e da produção internacional Hell Hunters (1986), de Ernst Ritter Von Theumer. 

No ano seguinte, foi assistente de direção e co-roteirista de Joaquim Pedro de Andrade, seu pai, no longa Casa-Grande, Senzala & Cia. (1987). Trabalhou como assistente em produções nacionais, como Faca de Dois Gumes (1988), de Murilo Salles, e internacionais, como Passage du Tropique (1989), de André Techiné e Irma Vep (1996), de Olivier Assayas. 

Como diretora, fez programas para a televisão francesa e os curtas Dente por Dente (1994) – Melhor Roteiro e Direção em Brasília, Melhor Direção de Arte em Gramado e Cuiabá – e Bijú na Laje! (2002). Em 2006, trabalhou no projeto de restauração da obra completa de seu pai. Estreou no Festival É Tudo Verdade 2008 com o documentário Histórias Cruzadas, no qual revisita a filmografia de Joaquim Pedro de Andrade.

Em 2016 lança o longa documentário Vinte Anos, premiado no Festival de Brasília (Melhor Trilha Sonora e Prêmio Conterrâneos de Melhor Documentário) e exibido nos festivais de Havana, Miami, Guadalajara, Ouro Preto e na Mostra de São Paulo. 

 

 

 
 
Endereço Av. Dr. Vieira de Carvalho, 192 / 101 - República - São Paulo - Brasil Telefone +55 11 3031.5522  E-mail super@superfilmes.com.br